Av Jequitaia, 411, Galeria de Lojas, Mercantil Roduigues

71 3312 8011 / 99742 5129

Telefone

3312 8011

Horário de Funcionamento

Seg- Sex 8:00 A.M - 6:00 PM /Sáb 9:00 AM - 2:00 PM

Entre em Contato

99742 5129(watsup)

Telefone

3312 8011

Horário de Funcionamento

Seg- Sex 8:00 A.M - 6:00 PM /Sáb 9:00 AM - 2:00 PM

Entre em Contato

99742 5129(watsup)

Da Ponte Fixa aos Implantes Dentários

Da Ponte fixa aos Implantes Dentais

Como sabemos, a falta de um ou mais dentes dificulta as principais funções bucais como estética,fala, mastigação e respiração.  As próteses parciais fixas, conhecidas como pontes fixas são utilizadas em Odontologia para substituir dentes perdidos e criar uma ponte ligando os dentes adjacentes (vizinhos) ao espaço deixado pelo dente que falta. Os dentes de cada lado são chamados dentes pilares e o falso dente, colocado no espaço daquele que falta, chama-se pôntico.

As próteses fixas ganharam bastante notoriedade no século passado pois substituíam as antigas próteses móveis de maneira mais similar a uma dentição natural. Geralmente os trabalhos eram realizados em forma de métalo-cerâmica, ou seja, uma estrutura metálica revestida de material cerâmico, de forma a mimetizar os dentes.

Quando bem indicadas e confeccionadas atingiam um bom índice de sucesso, porém muitas variáveis que constituem o processo de fabricação associado com a execução de profissionais não especialistas, contribuíam com as falhas nesse procedimentos e a perda de credibilidade desse tipo de trabalho por parte dos pacientes. Ela encontra objeções, pelos mesmos, em serem realizadas pelo fato de ter de desgastar dentes sadios para servirem de pilares além do eventual risco de uma possível infiltração, vindo a  comprometer todo o trabalho.

Em 1982 o modelo de implantes dentais do tipo ósseo-integráveis ganhou notoriedade mundial através de sua apresentação ao mundo pelo prof. Branemark na conferência de Toronto-Canada,  e desde então os rumos da reabilitação dentária tem mudado de maneira significativa.

Inicialmente foram concebidos para tratar desdentados totais.  Os resultados foram fantásticos e estendeu-se para ausências dentárias  de segmentos assim como unitárias.

Com um  índice de sucesso em torno de 98%, considerado uma técnica super segura quando executada  dentro dos padrões adequados, os implantes vieram a solucionar problemas com os quais as próteses fixas eram impossíveis, exemplo: Próteses totais,  na ausência de todos dentes da arcada, situações com  ausência de pilares na frente e atrás ou extensões muito grandes.

Uma outra vantagem dos implantes é o fato de não precisar desgastar dentes adjacentes para prender o dente protético, ancora-se  o parafuso no osso, e também consegue-se uma emergência do dente saindo de dentro da intimidade da gengiva, dando um aspecto mais natural do que as pontes fixas que ficam sobrepostas.

Portanto, os implante dentários vieram para ficar.  Evoluem de maneira significativa e a cada ano surgem novas técnicas  menos invasivas. O tempo de espera para ósseo-integração também esta diminuindo devido a tecnologia empregada na superfície do material. Em termos de custos já se encontram bem mais acessíveis e o conhecimento por parte da população também tem contribuído  na democratização da técnica.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *